Lançado em 2014, Land Rover apresenta o Discovery Sport reestilizado na Europa


A Land Rover enfim apresentou oficialmente o renovado Discovery Sport. Um dos mais vendidos da marca inglesa passa por sua primeira mudança visual. O SUV foi lançado em 2014 e demorou cinco anos para passar por sua primeira mudança, trazendo a nova identidade visual da marca. Assim como aconteceu com Range Rover Sport e Vogue, as mudanças no Discovery Sport são pontuais. Entre as novidades estão os novos para-choques, mais agressivos que do modelo atual, além de uma nova entrada de ar mais estreita e com duas passagens menores nas laterais, onde antes ficavam os faróis de neblina. Na traseira a novidade ficam por conta de um aplique no para-choque traseiro, abaixo das luzes de posição e um difusor de ar na versão R-Dynamic. O mesmo aplique preto foi colocado na área da placa do porta-malas. Os faróis foram redesenhados, perdendo o estilo mais arredondado que tinham. Agora ainda duplos, os faróis ficam mais fortes para compensar a perda dos faróis de neblina. O mesmo acontece nas lanternas, que passam a ter Full-LED e ganham um novo layout. No interior, o SUV recebe uma nova central multimídia Touch Pro de série, com uma tela de 10,25” sensível ao toque e compatibilidade Android Auto e Apple CarPlay. Ele conta também com comandos digitais para o ar-condicionado, painel de instrumentos pode ser substituído por um digital, com tela de 12,3”. Outro opcional é o carregador por indução para smartphones. 


De série, ele passa a ser equipado com sistema ClearSight Ground View, que mostra a imagem embaixo do carro, novo retrovisor, com uma tela HD que mostra a imagem da câmera de ré com um ângulo de até 50 graus, frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixa e outros itens. O Discovery Sport 2020 passa a ter 4,597 metros de comprimento, 2.741 metros entre os eixos, 1,727 metro de altura e 2,173 metros de largura, com ângulo livre de 212mm e ângulo de ataque de 25º e de saída de 30º. Os bancos da segunda fileira agora têm divisão 40/20/40. O porta-malas passou para 1.179 litros de capacidade até o teto (o que é permitido no Reino Unido), contra os 981 litros do modelo atual. O tanque de combustível passou de 54 para 65 litros. Na Europa ele deve ser vendido com motor 2.0 Turbo Diesel de 150cv e 38,7kgfm, e opção de 180cv e 43,8kgfm ou 240cv e 50,9kgfm. A gasolina ele oferece os motores 2.0 Ingenium Turbo de 200cv e 32,6kgfm, 250cv e 37,2kgfm, sempre com opção de câmbio manual de 6 marchas ou automático, de 9 marchas, Ele ainda estreia uma versão híbrido-leve de 48V, capaz de desligar o motor quando o carro estiver abaixo de 17km/h e o motorista estiver freando. A Jaguar Land Rover promete uma economia de até 6%, alcançando os 14,4km/l de rendimento. Ainda terá uma variante híbrida plug-in e outra com motor de três cilindros, ambas previstas para este ano.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Renegade é convocado para recall no airbag que envolve 37.723 unidades

Fiat Doblò passa a ser vendido em versão única, Weekend ganha ar-condicionado e Uno chegam a 2020

Ford faz limpa no site e Fiesta, Focus, Focus Fastback e caminhões somem do portal

Hyundai revela as primeiras imagens e informações da nova geração do HB20

Ford confirma presença no Salão de Frankfurt para apresentar seus utilitários esportivos

Mercado, maio de 2019: Ferrari quadruplica vendas, VW e Chery aceleram e Ford tropeça para 7º

JAC inicia pré-venda do caminhão leve elétrico iET1200 no Brasil por R$259.990

Veteranos, Chevrolet Montana e Cobalt chegam a linha 2020 apenas com novos preços

Site diz que Ford desenvolve F-150 Raptor com motor V8 para ser lançada em 2020

Volkswagen apresenta Jetta GLI no país, com 230cv de potência, por R$144.990