Se armando contra Toyota, Honda confirma três carros híbridos no Brasil até 2023


A Honda não deve ficar vendo suas rivais lançarem carros híbridos no Brasil enquanto ela fica a ver navios. Se armando contra a ofensiva da Toyota com Corolla Hybrid e nova geração do RAV4 (que será vendido como 100% híbrido), a Honda confirmou o lançamento de três carros híbridos no Brasil até 2023. A Honda não divulga quem são essas novidades, mas temos nossas dúvidas. A maior e mais importante delas seria a vinda do Insight ao Brasil. O sedã híbrido tem tudo para ser lançado no Brasil até o final de 2019, ainda mais depois do Rota 2030 ser aprovado. O sedã foi registrado no INPI (Instituto Brasileiro de Propriedade Industrial) e pode indicar o lançamento para concorrer com o Toyota Prius. O sedã chega à sua terceira geração com design bem mais comportado e harmônico. O sedã híbrido volta ao mercado depois de alguns anos ausentes com uma nova geração que o deixa muito próximo do novo Civic. O sedã conta com um conjunto ótico exclusivo, com iluminação completa por LEDs e no interior o destaque fica pelo mesmo espaço do Civic, mas com painel diferente. Enquanto portas, bancos e apoio de braço central são iguais ao do Civic, o painel conta com diferenças, como a altura da transmissão, com formato geral mais simples e tradicional, com difusores de ar diferentes daqueles vistos no Civic. Há revestimento costurado no painel e acreditamos que a parte superior possui material soft touch. 


Uma tela sensível ao toque fica em separado no conjunto, sobre o ar-condicionado dual zone e demais comandos. O motor é o 1.5 16v com ciclo Atkinson combinado com um elétrico, que juntos desenvolvem 152cv e 27,2kgfm. As baterias do motor elétrico são de íon de lítio de 60 células e três modos de condução: Normal, Econ e Sport. Segundo a Honda, o consumo médio é de 23,4km/l. As demais opções seriam CR-V e Accord híbridos. O SUV e o sedã contam com motor a combustão e dois motores elétricos junto ao motor 2.0 16v i-VTEC Atkinson a gasolina, que deve substituir os motores a diesel. Porém segundo a Honda ele deve desenvolver 184cv e 32,1kgfm e conta com o sistema i-MMD (Multi-Modo Drive), que alterna entre três tipos de condução: EV Drive - Obtém a energia do pacote de baterias de íons de lítio para alimentar o motor de propulsão elétrica e proporcionar transmissão às rodas enquanto o motor a gasolina está parado; Hybrid Mode - O motor a gasolina atua como fonte de energia de um segundo motor/gerador proporcionando a transmissão às rodas através do pequeno motor elétrico que, por sua vez, recebe assistência elétrica da bateria e; Engine Drive - Mediante um mecanismo de bloco de embreagem é gerada uma conexão em que o motor de combustão proporciona a transmissão diretamente às rodas.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Motores 1.0 e 1.4 EVO da Fiat devem se despedir do mercado a partir do segundo semestre desse ano!

Curiosidades: Carros de Fórmula 1 tem o sistema ABS?

Renault Megane Sedan vem ao Brasil até final de 2019, com motor 1.3 12v TCe Flex de 170cv

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

McLaren inaugura concessionária no Brasil e pretende vender 20 unidades no primeiro ano

Nova geração do Nissan Sentra estreia em meados de 2019 com forte inspiração no novo Altima

Curiosidades: Você sabe como funciona o sensor de fadiga da Volkswagen?

Curiosidades: Os modelos mais vendidos no Brasil em 1990!

Chevrolet confirma fim de linha do Captiva, depois de nove anos de mercado e mais de 60.000 unidades

Curiosidades: Os veículos mais vendidos do Brasil em 1998!