Mercedes-Benz finaliza a produção do AMG GT R Pro na fábrica de Sindelfingen


A Mercedes-Benz anunciou o fim da produção da versão R Pro do AMG GT na Europa. Produzido na fábrica de Sindelfingen, na Alemanha, o superesportivo deixou de ser produzido com uma unidade na cor branca. Apresentada no ano passado, no Salão de Los Angeles, a versão conta com suspensão revisada, uma barra de torção de fibra de carbono ajustável na parte dianteira e uma barra de aço oca na parte traseira, também ajustável. Na parte inferior, ele conta com fibra de carbono como principal destaque, além de um novo painel que aumenta a rigidez torcional e aumenta a estabilidade. As rodas forjadas AMG Performance com um acabamento em cinza titânio e que deixam à vista os freios carbocerâmicos de alto rendimento, diminuindo o peso. A parte aerodinâmica também foi objeto de mudanças, já que o AMG GT R Pro incorpora pequenas aletas com as quais incrementa a carga aerodinâmica. Ele também é equipado de série com os pacotes Carbon I e II que utilizam intensivamente a fibra de carbono. Em suma, junto a uma regulagem específica e uma notável redução do peso, o AMG GT R Pro conta com 4.0 V8 biturbo que desenvolve 585cv de potência com torque de 71,3kgfm, associado a um câmbio automático de 7 marchas de dupla embreagem e tração traseira.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Subaru se despede do WRX STi na Espanha com série especial Final Edition

Nova geração do Hyundai HB20 pode substituir 1.6 16v e 1.0 Turbo pelo 1.0 12v TGDI

McLaren inaugura concessionária no Brasil e pretende vender 20 unidades no primeiro ano

Grupo VAG e PSA estariam interessados em comprar Jaguar-Land Rover da Tata

Volkswagen confirma que Tarek terá início da produção atrasada, na Argentina

Mercedes-Benz revela eSprinter em testes de durabilidade de componentes na Suécia

Volkswagen estuda desenvolver um Golf R Plus com 400cv na oitava geração

Subaru convoca recall de Legacy GT e Outback no Brasil com defeito no airbag

Volkswagen Gol, Voyage e Saveiro chegam à linha 2020 com pequenas novidades

Toyota e Suzuki cancelam o desenvolvimento de sedã baseado no Toyota Corolla