BMW lança oficialmente a nova geração do Série 3 no Brasil por R$219.950


A BMW lançou oficialmente a sétima geração do Série 3 no mercado brasileiro. Apresentado no Salão do Automóvel de Paris do ano passado, o sedã ganha uma grade dianteira ainda maior, com faróis de LED que seguem o padrão do Série 5, com uma divisão implícita que destacam a agressividade dessa geração. As formas básicas do sedã foram mantidas, enquanto a traseira traz lanternas escurecidas e menores. O para-choque dianteiro tem luzes diurnas de LED e um elemento decorativo no para-choque traseiro, que lembra o mesmo que se encontra no para-choque dianteiro. No interior, a novidade fica por conta de uma tela de 5,7 polegadas e o sistema multimídia de 8,8 polegadas. Recebendo a interface 7.0, ele traz quadro de instrumentos totalmente digital de 12,3 polegadas e que pode ter uma central de 10,3 polegadas. A operação pode ser feita por voz ou toque e gestos, mas sem esquecer do clássico iDrive. Há um assistente pessoal da BMW, que, como na Apple, pode ser acionado dizendo "Hey, BMW". Ele conta com mais espaço para os ombros e cotovelos na frente, assim como para as pernas. O porta-malas mantém os 480 litros da geração anterior. 


O banco traseiro pode ser rebatido em proporção 40/20/40. A nova geração conta com 4,71 metros de comprimento, 2,85 metros de entre-eixos, 1,83 metro de largura e 1,44 metro de altura. Mantém um perfil esportivo, com 43mm a mais na bitola dianteira e 21mm na traseira. Com plataforma modular CLAR, o Série 3 perdeu 55kg na geração G20 e é 50% mais rígido que seu antecessor, com coeficiente aerodinâmico de 0,23Cx e distribuição de peso de 50/50. Os novos amortecedores "contribuem significantemente para o equilíbrio entre esportividade e conforto". Na tecnologia, o Série 3 traz aviso de saída de faixa e detector de pedestres e ciclistas com freio automático. Opcionalmente, um pacote completo de condução semi-autônoma inclui piloto automático adaptativo com função de tráfego e um auxiliar de retornos. Há também assistente de estacionamento. Ele deve ser vendido em três versões no Brasil. O 320i, 330i Sport e 330i M Sport. A versão 320i mantém o motor 2.0 Turbo de 184cv e 30,6kgfm, acelerando de 0 a 100km/h em 7,2. A 330i possui o mesmo motor mas desenvolve 258cv e 40,8kgfm e cumpre as mesmas provas em 5,8 segundos, com velocidade máxima limitada eletronicamente a 250km/h. Ambos contam com câmbio automático de 8 marchas da ZF e tração traseira. Ele deve ser vendido com garantia de 2 anos e as revisões contam com preço fixo. Ele começa a ser vendido primeiro na versão 330i M Sport. Em julho começa a ser vendida a versão 330i Sport. Nesse mesmo mês ele começa a ser produzido em Araquari (SC). Os interessados pela versão 320i vão ter que esperar até 2020. 


Série 3 330i Sport
É equipada de série com rodas de 18 polegadas, acabamento interno em alumínio, bancos esportivos, faróis e luzes de neblina em LED, assistente automático de estacionamento com câmera de ré e sensores dianteiros e traseiros, sistema de som HiFi, freio de estacionamento com função Auto Hold e monitoramento da pressão dos pneus.


Série 3 330i M Sport

De série oferece faróis BMW Laserlight, assistente de estacionamento, head-up display, suspensão e freios esportivos M Sport, rodas de liga leve aro 19”, tampa do porta-malas com acionamento elétrico, teto solar, airbags frontais, laterais e de cortina, controles de tração e estabilidade, entre outros. Pontos positivos da nova geração é que o recém-lançado Série 3 torna-se o primeiro modelo a estrear o sistema de controle por voz para diversas operações do veículo, chamado pela marca de BMW Intelligent Personal Assistant (IPA). Há ainda o BMW Live Cockpit Professional que engloba duas telas digitais, sendo um display de 12,3” e cumpre o papel do painel de instrumentos, e outro, de 10,25”, que engloba o sistema iDrive, a central multimídia do carro que ainda oferece suporte ao Apple CarPlay sem o uso de cabo e conectividade com smartphones Android por meio do sistema operacional da marca. Também encontramos no 330i M Sport carregamento por indução para smartphones. Por fim, o assistente de marcha à ré. O sistema registra os últimos 50 metros percorridos pelo carro e pode, automaticamente, retroceder essa distância assumindo o controle do volante.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Renegade é convocado para recall no airbag que envolve 37.723 unidades

Fiat Doblò passa a ser vendido em versão única, Weekend ganha ar-condicionado e Uno chegam a 2020

Ford faz limpa no site e Fiesta, Focus, Focus Fastback e caminhões somem do portal

Ford confirma presença no Salão de Frankfurt para apresentar seus utilitários esportivos

Hyundai revela as primeiras imagens e informações da nova geração do HB20

Skoda apresenta oficialmente o Citigo-E iV com motor elétrico com autonomia de 265km

Mercado, maio de 2019: Ferrari quadruplica vendas, VW e Chery aceleram e Ford tropeça para 7º

Site diz que Ford desenvolve F-150 Raptor com motor V8 para ser lançada em 2020

Volkswagen descarta desenvolvimento de T-Cross com versões para PcD

VW Golf GTE deve ser vendido em lote de apenas 99 unidades para receptividade de eletrificados