BMW lança oficialmente a nova geração do Série 3 no Brasil por R$219.950


A BMW lançou oficialmente a sétima geração do Série 3 no mercado brasileiro. Apresentado no Salão do Automóvel de Paris do ano passado, o sedã ganha uma grade dianteira ainda maior, com faróis de LED que seguem o padrão do Série 5, com uma divisão implícita que destacam a agressividade dessa geração. As formas básicas do sedã foram mantidas, enquanto a traseira traz lanternas escurecidas e menores. O para-choque dianteiro tem luzes diurnas de LED e um elemento decorativo no para-choque traseiro, que lembra o mesmo que se encontra no para-choque dianteiro. No interior, a novidade fica por conta de uma tela de 5,7 polegadas e o sistema multimídia de 8,8 polegadas. Recebendo a interface 7.0, ele traz quadro de instrumentos totalmente digital de 12,3 polegadas e que pode ter uma central de 10,3 polegadas. A operação pode ser feita por voz ou toque e gestos, mas sem esquecer do clássico iDrive. Há um assistente pessoal da BMW, que, como na Apple, pode ser acionado dizendo "Hey, BMW". Ele conta com mais espaço para os ombros e cotovelos na frente, assim como para as pernas. O porta-malas mantém os 480 litros da geração anterior. 


O banco traseiro pode ser rebatido em proporção 40/20/40. A nova geração conta com 4,71 metros de comprimento, 2,85 metros de entre-eixos, 1,83 metro de largura e 1,44 metro de altura. Mantém um perfil esportivo, com 43mm a mais na bitola dianteira e 21mm na traseira. Com plataforma modular CLAR, o Série 3 perdeu 55kg na geração G20 e é 50% mais rígido que seu antecessor, com coeficiente aerodinâmico de 0,23Cx e distribuição de peso de 50/50. Os novos amortecedores "contribuem significantemente para o equilíbrio entre esportividade e conforto". Na tecnologia, o Série 3 traz aviso de saída de faixa e detector de pedestres e ciclistas com freio automático. Opcionalmente, um pacote completo de condução semi-autônoma inclui piloto automático adaptativo com função de tráfego e um auxiliar de retornos. Há também assistente de estacionamento. Ele deve ser vendido em três versões no Brasil. O 320i, 330i Sport e 330i M Sport. A versão 320i mantém o motor 2.0 Turbo de 184cv e 30,6kgfm, acelerando de 0 a 100km/h em 7,2. A 330i possui o mesmo motor mas desenvolve 258cv e 40,8kgfm e cumpre as mesmas provas em 5,8 segundos, com velocidade máxima limitada eletronicamente a 250km/h. Ambos contam com câmbio automático de 8 marchas da ZF e tração traseira. Ele deve ser vendido com garantia de 2 anos e as revisões contam com preço fixo. Ele começa a ser vendido primeiro na versão 330i M Sport. Em julho começa a ser vendida a versão 330i Sport. Nesse mesmo mês ele começa a ser produzido em Araquari (SC). Os interessados pela versão 320i vão ter que esperar até 2020. 


Série 3 330i Sport
É equipada de série com rodas de 18 polegadas, acabamento interno em alumínio, bancos esportivos, faróis e luzes de neblina em LED, assistente automático de estacionamento com câmera de ré e sensores dianteiros e traseiros, sistema de som HiFi, freio de estacionamento com função Auto Hold e monitoramento da pressão dos pneus.


Série 3 330i M Sport

De série oferece faróis BMW Laserlight, assistente de estacionamento, head-up display, suspensão e freios esportivos M Sport, rodas de liga leve aro 19”, tampa do porta-malas com acionamento elétrico, teto solar, airbags frontais, laterais e de cortina, controles de tração e estabilidade, entre outros. Pontos positivos da nova geração é que o recém-lançado Série 3 torna-se o primeiro modelo a estrear o sistema de controle por voz para diversas operações do veículo, chamado pela marca de BMW Intelligent Personal Assistant (IPA). Há ainda o BMW Live Cockpit Professional que engloba duas telas digitais, sendo um display de 12,3” e cumpre o papel do painel de instrumentos, e outro, de 10,25”, que engloba o sistema iDrive, a central multimídia do carro que ainda oferece suporte ao Apple CarPlay sem o uso de cabo e conectividade com smartphones Android por meio do sistema operacional da marca. Também encontramos no 330i M Sport carregamento por indução para smartphones. Por fim, o assistente de marcha à ré. O sistema registra os últimos 50 metros percorridos pelo carro e pode, automaticamente, retroceder essa distância assumindo o controle do volante.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Subaru se despede do WRX STi na Espanha com série especial Final Edition

Nova geração do Hyundai HB20 pode substituir 1.6 16v e 1.0 Turbo pelo 1.0 12v TGDI

McLaren inaugura concessionária no Brasil e pretende vender 20 unidades no primeiro ano

Volkswagen confirma que Tarek terá início da produção atrasada, na Argentina

Volkswagen Jetta GLI deve ser lançado em maio na América Latina; Brasil está na fila

Geely inicia construção de nova fábrica da Lotus, na China, na província de Hubei

Grupo VAG e PSA estariam interessados em comprar Jaguar-Land Rover da Tata

Nova geração da Toyota Hilux terá mesma plataforma F1 de Tacoma e Tundra

Mercedes-Benz revela eSprinter em testes de durabilidade de componentes na Suécia

Volkswagen estuda desenvolver um Golf R Plus com 400cv na oitava geração