BMW aumenta tempo útil de vida dos motores 4.4 V8 e 6.0 V12 até 2023 após demanda subir


Depois de anunciar em março que deixaria de produzir os motores V8 e V12 que atualmente equipam o Série 7, a BMW confirmou que a dupla de motores deve ganhar uma sobrevida. Mesmo com a restrição de emissões de poluentes na Europa, a BMW deve manter a produção dos motores depois de uma surpreendente demanda vinda do Oriente Médio e da China por esses motores. Segundo Michael Bayer, Líder de Powertrain da BMW, os motores devem seguir em linha até o final dessa atual geração do Série 7. Com isso os motores ganham uma sobrevida até meados de 2023 – pelo menos para esses países. Tudo indica que o recém reestilizado Série 7 seja a última leva de carros com esses motores, que após ele devem ser substituídos pelos atuais motores 3.0 TwinPower Turbo junto com um elétrico. Atualmente ele faz o uso dos motores 6.0 V12 que desenvolve 608cv de potência e 86,6kgfm de torque, enquanto as versões 750i xDrive passa a ser vendida com motor 4.4 V8 revisado, que passa a desenvolver 530cv de potência, 81cv a mais, com torque de 76,4kgfm (um ganho de 10,2kgfm). Com esse motor, o sedã acelera de 0 a 100km/h em 3,9 segundos. A marca já oferece ao sedã o conjunto híbrido plug-in, que conta com o motor 3.0 TwinPower Turbo de seis cilindros em linha que desenvolve 284cv junto a um elétrico de 114cv que juntos desenvolvem 395cv de potência. 


Fonte: Top Gear

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?

Curiosidades: Carros de Fórmula 1 tem o sistema ABS?

Audi confirma novos RSQ7 e RSQ8 até meados de 2020 como forma de expandir linha RS aos SUVs

Volkswagen deve apresentar Polo reestilizado em 2021, de acordo com sindicato

Renault Megane Sedan vem ao Brasil até final de 2019, com motor 1.3 12v TCe Flex de 170cv

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 1994!

Peugeot 1008 deve ser apresentado na Europa em 2020, com plataforma CMP

Motores 1.0 e 1.4 EVO da Fiat devem se despedir do mercado a partir do segundo semestre desse ano!

Curiosidades: Os veículos mais vendidos do Brasil em 1998!