Nova geração do BMW Série 7 deve se despedir de motores V8 e V12


Quem é purista e tem a intenção de comprar um Série 7, se apresse. A BMW confirmou que a nova geração do Série 7 não deve ser vendida com motores V8 e V12 como o modelo atual. A maioria das montadoras na Europa estão cortando os motores grandes de seu lineup e estão investindo em motores menores de quatro ou seis cilindros com maior rendimento, que podem ser associados ainda com motores elétricos, ajudando no desempenho. Tudo indica que o recém reestilizado Série 7 seja a última leva de carros com esses motores, que após ele devem ser substituídos pelos atuais motores 3.0 TwinPower Turbo junto com um elétrico. Atualmente ele faz o uso dos motores 6.0 V12 que desenvolve 608cv de potência e 86,6kgfm de torque, enquanto as versões 750i xDrive passa a ser vendida com motor 4.4 V8 revisado, que passa a desenvolver 530cv de potência, 81cv a mais, com torque de 76,4kgfm (um ganho de 10,2kgfm). Com esse motor, o sedã acelera de 0 a 100km/h em 3,9 segundos. A marca já oferece ao sedã o conjunto híbrido plug-in, que conta com o motor 3.0 TwinPower Turbo de seis cilindros em linha que desenvolve 284cv junto a um elétrico de 114cv que juntos desenvolvem 395cv de potência. Com esse motor, ele acelera de 0 a 100km/h em 4,9 segundos.


Fonte: BMW Blog

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Frankfurt, BMW confirma Série 8, X7 e Z4 para 2018 na Europa e em 2019 para o Brasil

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Nova geração da Chevrolet S10 chega em 2022, maior e ainda mais globalizada

Renault Megane Sedan vem ao Brasil até final de 2019, com motor 1.3 12v TCe Flex de 170cv

Motores 1.0 e 1.4 EVO da Fiat devem se despedir do mercado a partir do segundo semestre desse ano!

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 1995!

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2001!

Curiosidades: Carros de Fórmula 1 tem o sistema ABS?

Chevrolet confirma fim de linha do Captiva, depois de nove anos de mercado e mais de 60.000 unidades