Audi apresenta o Q4 e-tron Concept durante Genebra e produção fica para 2020


A Audi apresentou, enfim, o Q4 e-tron Concept no Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça. O SUV que deve ser apresentado em 2020 será o SUV elétrico mais em conta da marca das argolas. A apresentação do conceito ainda confirma a fala de um dos executivos da marca ao dizer que ele em nada teria a ver com o TT ou com o SUV baseado no TT apresentado em 2014. Com uma inspiração direta no seu irmão maior, o e-tron, o Q4 e-tron possui 4,59 metros de comprimento, 2,77 de entre eixos, 1,90 metro de largura, 1,61 metro de altura e deve ficar entre o Q3 e o Q5. Como curiosidade, a Audi revelou o conceito na cor Solar Sky, pensada para reduzir o aquecimento da cabine, algo positivo para a eficiência do carro. Apesar de estarmos diante de um conceito, o Q4 na verdade está pronto, basicamente. O carro das imagens servirá de clara inspiração para o modelo de produção, incluindo retrovisores externos convencionais (o e-tron traz câmeras), mas algo do conceito é que ele não tem maçanetas visíveis, algo que o carro a produção terá. Ele possui rodas de 22 polegadas que em nada devem estar presentes no modelo de produção. Visualmente ele é inconfundível. É um Audi. Visto pela dianteira ele traz a grande grade dianteira quase fechada e com elementos prateados, enquanto os faróis são pequenos e se conectam diretamente à grade. 


Há entradas de ar falsas nas extremidades dos para-choques, que no modelo de produção devem auxiliar a aerodinâmica, enquanto sua lateral é parecida com os demais SUVs da marca. A traseira traz lanternas de LEDs interligam horizontalmente por um feixe de LED como no e-tron. O interior também é parecido com os últimos lançamentos da marca, mas esse ainda pode mudar bastante, deixando de ser exagerado e carregado em suas linhas. Na mecânica, ele conta com a plataforma modular MEB e possui baterias de 82kWh que oferecem uma autonomia de 450km no ciclo WLTP. A velocidade máxima será de 180km/h e até os 100km/h serão precisos apenas 6,3 segundos. Além disso, o sistema de tração integral dispensa uma união física, permitindo que a marca utilize melhor o espaço para aumentar o conforto dos passageiros. Ele será equipado com dois motores elétricos, sendo um de 204cv e 31,6kgfm no eixo dianteiro e outro de 102cv e 15,3kgfm no eixo traseiro, com uma potência combinada de 306cv de potência. Ele ainda tem motor dianteiro quando se precisar de mais força ou se perceber a perda da aderência. Já a bateria tem uma função de carga rápida de 125kW, permitindo recuperar 80% de sua capacidade em apenas 30 minutos.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Frankfurt, BMW confirma Série 8, X7 e Z4 para 2018 na Europa e em 2019 para o Brasil

Nova geração da Chevrolet S10 chega em 2022, maior e ainda mais globalizada

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Renault Megane Sedan vem ao Brasil até final de 2019, com motor 1.3 12v TCe Flex de 170cv

Motores 1.0 e 1.4 EVO da Fiat devem se despedir do mercado a partir do segundo semestre desse ano!

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 1995!

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2001!

Curiosidades: Carros de Fórmula 1 tem o sistema ABS?

Chevrolet confirma fim de linha do Captiva, depois de nove anos de mercado e mais de 60.000 unidades