Tesla demite 7% do seu pessoal a fim de baratear seus carros em um curto espaço de tempo


Depois de confirmar uma nova fábrica na China e na busca de bater um novo recorde de produção, a Tesla anunciou recentemente um recall que afetou seus carros com defeito do airbag da Takata. Agora, a Tesla confirmou que deve demitir cerca de 7% de seus funcionários. Em carta enviada por Elon Musk, CEO da marca, disse que o último ano foi o mais desafiador na história da companhia. "Embora tenhamos feito grandes progressos, nossos produtos ainda são caros demais para a maioria das pessoas", disse Musk em carta enviada por e-mail aos funcionários. A redução de 7% de seus funcionários é uma medida necessária para a empresa cumprir o cronograma de produção do Model 3, mas não informou quantos trabalhadores serão atingidos. Em um post do seu blog, Elon também disse que a companhia está realizando essa redução de pessoal enquanto tenta chegar a mais consumidores que possam pagar por seus carros, a fim de conseguir barateá-los a um curto prazo. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Volkswagen convoca recall onde terá que recomprar 194 unidades de homologação

Antecipando novidades para o Brasil, Honda apresenta HR-V Touring no Japão

Curiosidades: Chevrolet, Mercedes-Benz e FCA foram as que mais convocaram recall em 2018

Toyota convoca mega recall que envolve 379.689 unidades de Hilux, SW4, Etios, Etios Sedan, Corolla e Fielder

Nova geração da Chevrolet S10 chega em 2022, maior e ainda mais globalizada

Volkswagen comemora a marca de 5 milhões de unidades do Tiguan em 11 anos de produção

Ford registra patente de motor V8 híbrido, que deve ser usado pelo Mustang em 2020

Ford concede sinal verde para desenvolvimento da nova Courier, em entrevista

Renault Twingo ganha face-lift na Europa para o Salão do Automóvel de Genebra

Sucessor do Nissan 370Z deve ser apresentado ainda em 2019, em algum evento importante