Especial Lançamentos 2019 #44: o que esperar da Volkswagen para o Brasil neste ano?


A Volkswagen deve ser um ano que não será nem calmo e nem agitado. Depois de um 2018 com 11 novidades, a marca deve apresentar poucos modelos em 2019. No cenário nacional, o grande (e único) lançamento fica por conta do T-Cross, que deve ajudar a marca no crescimento dentro do mercado. A marca alemã ainda deve apresentar o Passat reestilizado no segundo semestre do ano, mas nem na Europa ele foi revelado ainda. A nova geração do Touareg, que ainda pode ser vendida no Brasil por encomenda, apesar das chances do SUV virem para o país serem cada vez menores. Por fim, a Volks pode chacoalhar o fim do ano com a chegada da Tarok, picape de porte compacto-médio da Fiat Toro, que foi apresentada como conceito quase pronta no Salão de São Paulo.
T-Cross: a Volkswagen apresentou no Salão do Automóvel de São Paulo o nosso T-Cross, que deve ser lançado no mercado brasileiro até março de 2019, com vendas iniciadas até maio do ano que vem. Desenvolvido sobre a mesma plataforma modular do Polo/Virtus, a MQB-A0, o SUV compacto da Volkswagen começa a ser produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR), em janeiro. O design do T-Cross foge um pouco ao do que conhecemos dos últimos lançamentos da marca. A dianteira é bem resolvida, com um design semelhante ao do Jetta, com grade dianteira bem destacada e faróis integrados à grade. Ele conta com faróis de LED diurnos, que formam uma linha com o detalhes cromado na grade e o para-choque dianteiro traz uma pela plástica preta ligando as luzes de neblina retangulares. O nosso T-Cross deve ter uma nova grade com formato interno diferente, e um para-choque redesenhado, que conta com um aplique prata com o nome do carro e uma parte emborrachada maior. Ele traz ainda a opção de teto de duas cores, uma tendência dos SUVs no nosso mercado. Na traseira, destaque para as lanternas que se interligam por um aplique preto, com lanternas de LED. Usando a mesma base do Virtus (que tem 9 centímetros a mais de entre-eixos), o T-Cross possui 4,19 metros de comprimento, 2,65 metros de entre-eixos e 1,56 metro de altura, com porta-malas que varia de 373 litros a 420 litros de capacidade, dependendo da inclinação do banco traseiro. A Volkswagen confirmou o SUV com motores 1.0 12v TSI de 128/116cv de potência com torque de 20,4kgfm e o 1.4 TSI de 150/150cv e 25,5kgfm de torque, sempre com câmbio automático de 6 velocidades e tração dianteira. Preços devem ficar entre R$80 a R$110 mil e seu lançamento enfim coloca a Volks num dos segmentos mais concorridos do nosso mercado.


Tarok: um dos destaques do último Salão do Automóvel de São Paulo, a Volkswagen Tarok não demoraria para ser apresentada em sua versão de produção. Já rodando em testes secretos na Europa, a picape pode ser lançada ainda em 2019. Desenvolvida sobre a plataforma MQB-A0, a Tarok já era assunto ainda quando David Powels era presidente da marca no Brasil, até 2016. A novidade deve ser lançada dentro de dois anos e o conceito antecipa grande parte do design final da picape, com design inspirado no T-Cross. A dianteira traz grade no mesmo formato, enquanto na traseira as lanternas são unidas também por uma peça em preto brilhante. Ela ainda traz santoantônio integrado à carroceria e com um tom prateado como destaque. Segundo a Volkswagen, 80% da versão de produção já foi antecipado por esse conceito. O nome Tarok deve ser usado apenas no conceito e a Volkswagen ainda não definiu o verdadeiro nome de produção da picape, já que o nome Tarok se confundiria com Tarek do SUV médio da marca. Ela possui 4,90 metros de comprimento e capacidade de carga de 1 tonelada. Desenvolvida mais para o uso urbano, ela se destaca por trazer painel traseiro rebatível, aumentando a dimensão da caçamba ao rebater os bancos traseiro, criando um piso plano. Tudo indica que a versão de produção use o motor 1.4 TSI Flex de 150cv e 25,5kgfm, acoplado ao câmbio manual ou automático de 6 marchas, podendo até mesmo ganhar uma opção de motor diesel e tração 4MOTION nas quatro rodas nas versões topo de linha.


Novo Passat: foi confirmado que o reestilizado Passat deve ser lançado no Brasil ainda em 2019. A ser lançado no Salão do Automóvel de Genebra, o sedã deve receber novidades de meia-vida em breve no exterior e também no Brasil. Aqui, as mudanças devem acontecer no segundo semestre desse ano, possivelmente no último trimestre, entre outubro a dezembro. O que confirma o lançamento do Passat reestilizado no país é uma imagem com o cronograma de lançamentos da Volkswagen em alguns países (foto abaixo), que confirmam a chegada do sedã com novidades visuais. Em testes no inverno europeu, eles devem trazer mudanças na dianteira e na traseira. É possível notar que os protótipos flagrados contam com novos para-choques, faróis e lanternas com novo desenho, além de mudanças na grade dianteira. Provavelmente o sedã busque inspiração no Arteon, trazendo uma grade dianteira mais imponente, num estilo recentemente adotado também pelo Touareg. Produzido na fábrica de Emden, na Alemanha, as mudanças devem fazer ponte com a nova geração, prevista para ser revelada em 2023, que deve passar a ser produzida pela Skoda na fábrica de Kvasiny, na República Tcheca, junto com o primo Skoda Superb. Atualmente o Passat é vendido em versão única, a Highline, por R$164.620, mas pode ganhar a companhia da versão híbrida GTE, apresentada no Salão de São Paulo do ano passado.


Novo Touareg: o SUV pode chegar a sua terceira geração com um design bem diferente do que vimos na primeira e segunda geração (vale lembrar que a segunda geração foi lançada como uma evolução da primeira, ou seja, o design pouco mudou na época), trazendo a nova filosofia de design da marca alemã. Desenvolvido sobre a nova plataforma modular MLB EVO, o Touareg será produzido na Eslováquia, junto dos irmãos Audi Q7, Bentley Bentayga, Porsche Cayenne e Lamborghini Urus. O novo Touareg passa a ter 4,87 metros de comprimento, 1,94 metro de largura e 1,70 metro de altura, perdendo 106kg graças a introdução de uma plataforma mais leve e de 48% de alumínio na estrutura e 52% de ações de ultra resistência na carroceria. O porta-malas varia de 697 litros a 810 litros. No design, ele se destaca por trazer linhas mais refinadas e sóbrias. Na dianteira, destaque para os faróis de Full LED adaptativos unidos a grade dianteira, proposta que lembra o Arteon. O para-choque dianteiro ainda possui grandes entradas de ar nos extremos laterais. Há um aplique no para-lama dianteiro e que passa na porta-dianteira, algo que os novos Volkswagen ganharam nos últimos meses. As colunas D passam a ser mais largas e passam sensação de robustez, enquanto a traseira possui design limpo, com destaque para as lanternas em LEDs. Aqui faria sentido os motores 3.0 V6 TSI que desenvolve 340cv e a versão topo de linha possui o motor 4.0 V8 TDI de 421cv de potência. A China ainda deve ter um motor híbrido plug-in que desenvolve 367cv com o motor TSI, com 58km no modo puramente EV. Em todas as opções de motor o câmbio é o automático de 8 velocidades e há opção de tração 4MOTION.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova geração da Chevrolet S10 chega em 2022, maior e ainda mais globalizada

BMW convoca recall de 158 unidades de Série 3, 5, 6 e 7, X3, X5 e Z4 produzidos entre 1994 a 2008

Vazam imagens da nova geração do Nissan Sentra, com nova filosofia V-Motion 2.0 de design

Volkswagen passa a vender minivan Touran com motor 1.0 12v TSI e 2.0 TDI revisado

Volkswagen e Ford anunciam oficialmente a parceria durante o Salão de Detroit

Ford Mondeo e Mondeo SW são reestilizados na Europa e ganham opção de motor híbrido

Fiat Tipo e Tipo Estate ganham versão Sport com motor 1.4 T-JET de 120cv de potência

Renault pode trazer Clio de volta ao Brasil em nova geração, mas com plataforma adaptada

Nova picape da Fiat tem base no Mobi confirmada e deve substituir a Strada - e não conviver com ela

Nova geração do Tesla Roadster deve voar, literalmente, segundo Elon Musk