Especial Lançamentos 2019 #40: o que esperar da Subaru para o Brasil neste ano?


Depois de perder cerca de 1/3 de suas vendas em 2018, a Subaru deve apresentar alguns reforços em sua linha no mercado. A marca japonesa deve apostar em mais alguns carros no nosso mercado. O mais importante de 2019 deve ser a nova geração do Forester, que no Brasil é o best-seller em vendas da Subaru. O SUV médio deve continuar sendo destaque da Subaru no país, juntamente com o XV. Depois dele, a marca pode trazer o reestilizado Legacy ao país, junto com o Ascent, SUV de sete lugares que viria para ocupar o lugar o Tribeca, que saiu do nosso mercado há mais de cinco anos.
Novo Forester: a quinta geração do Forester foi revelada no Salão do Automóvel de Nova York de 2018. O SUV médio chega renovado, com mais espaço e sofisticado. Atualmente o carro mais vendido da Subaru, o Forester ganha uma nova geração evolucionista, que mantém a essência do design da geração anterior. A quinta geração pode passar bem despercebida pela maioria dos consumidores, mas ele traz alguns diferenciais. Ao começar pela dianteira, que ganha faróis de LEDs diurnos e projetores em LED, com facho alto automático. A grade é praticamente a mesma, mas a abertura da grade é diferença na entrada de ar inferior. O para-choque é o elementos dianteiro que mais mudou, com contornos mais destacados nas extremidades, além de ter molduras cromadas nos faróis de neblina, também em LEDs, e protetor plástico na parte central. Ele ainda ganha vincos mais pronunciados nas caixas de rodas, dando sensação de maior robustez ao SUV. A linha de cintura do carro passa a ter uma inclinação mais visível a partir das portas traseiras, assim como as maçanetas redesenhadas e molduras nas caixa de roda e base da carroceria modificadas. Os vincos mais elevados chegam à traseira, que foi prolongada. As vigias traseiras ficaram menores e mais inclinadas, enquanto as lanternas são o elemento que – talvez – seja o que mais mudou nessa geração, com um design mais sofisticado. A tampa do porta-malas manteve-se quase a mesma, enquanto o para-choque traseiro ganha uma proteção central mais proeminente. Enquanto o exterior apresenta linhas que causam dejà-vú, o interior foi renovado com mais profundidade. O painel passa a ter linhas mais expressivas, com difusores de ar verticais, display acima da central multimídia, que passa a ter uma tela maior e conectividade com Android Auto e Apple CarPlay. Nas dimensões, foi revelado apenas que o novo Forester passou de 2,64 metros para 2,67 metros de entre-eixos, enquanto o porta-malas pode chegar a 2.155 litros. Na mecânica, ele traz o conjunto 2.5 16v Boxer que passa a desenvolver 185cv e 24,3kgfm ante os 173cv e 24kgfm da geração anterior. O câmbio é automático CVT Lineartronic tem simulação de sete marchas e paddle shifts, enquanto o SI-Drive oferece os modos de condução Intelligent e Sport. A tração S-AWD permanece a mesma.


Novo Legacy: com a mudança da foto revelada no mês de abril de 2017, o sedã ganharia uma nova grade dianteira com estilo mais hexagonal e mais larga, nova abertura de ar inferior e nova moldura dos faróis de neblina, que conferem um para-choque dianteiro novo. Os faróis também são maiores com LEDs e facho autodirecional e comutação automática. Na traseira, destaque para o novo para-choque com novidades no spoiler inferior e nova saída de escape. A Subaru diz que os faróis em forma de C, luzes de estacionamento e novas linhas horizontais que se estendem para fora da grade "sutilmente sugerem o movimento do pistão do motor boxer". Por dentro foram aplicados materiais mais refinados, para amenizar a sensação espartana do modelo anterior, e o sistema de áudio com tela de 6,5 ou 8 polegadas torna-se compatível com Apple Car Play e Android Auto. Complementam as novidades do design do Legacy os novos designs de rodas e duas novas cores exteriores, Magnetite Gray Metallic e Crimson Red Pearl. A suspensão, incluindo os amortecedores, foi recalibrada no modelo de 2018 para um passeio mais suave. Para limitar o ruído de passeio, a Subaru diz que remodelou os espelhos exteriores, adicionou o novo filme isolador na parte interna das janelas laterais e colocou revestimentos adicionais nas caixas de rodas. Na mecânica, espere pelo mesmo motor 3.6 de seis cilindros de 256cv de potência, ambos com câmbio automático CVT.


Ascent: mais novo automóvel da Subaru, apresentado no final de 2017, o Ascent poderia cair como uma luva no nosso mercado como opção maior que o Forester e substituto do Tribeca. O Ascent chega com três fileiras de bancos para colocar a Subaru no segmento de Kia Sorento, Hyundai SantaFe, Jeep Cherokee, entre outros. O Ascent ainda passa a ser o maior carro já produzido pela Subaru e tem detalhes do seu design baseado no Forester. Destaque para as linhas mais musculosas da carroceria, com entradas de ar musculosas. O SUV possui ainda entre-eixos de 2,89 metros de comprimento, se tornando um dos maiores do segmento. Desenvolvido sobre uma nova plataforma global da marca, o Ascent se destaca por oferecer um espaço interno de oito ocupantes. Sobre o capô, o Ascent conta com motor 2.4 Boxer Turbo que desenvolve 264cv de potência com torque de 38,2kgfm, acoplado ao câmbio automático CVT e que simula 8 velocidades. A tração, assim como na maioria dos Subaru, é integral, com vetorização de torque. Entre os itens de série estão sistema de assistência EyeSight (piloto automático adaptativo, assistente de faixa, sistema de frenagem automática de emergência) e o ar-condicionado automático de três zonas. Os passageiros podem manter seus celulares carregados com as oito portas USB distribuídas pela cabine e uma tomada de 120V no console central. O aspecto familiar é reforçado com os 19 porta-objetos. Entre os opcionais, a Subaru apresenta o par de bancos mais espaçosos para a segunda fileira, criando um pequeno espaço para acessar a terceira fileira. A central multimídia com tela de 6,5 polegadas também é de série, mas as configurações mais caras a trocam por uma tela de 8 polegadas. Nos EUA ele deve ser vendido nas versões Premium Limited e Touring. Aqui poderia ser vendido com preços na casa dos R$180.000.


Comentários

  1. Só espero que que a CAOA dignifique a marca Subaru como os seus fiéis proprietários. Que traga os produtos atualizados da marca e que fechem as concessionárias ao bel prazer, deixando os consumidores na mão. O novo forester e o acent são produtos notáveis

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Nova geração de Chevrolet Onix deve ser vendida somente com motor 1.0 Turbo, inicialmente

Investimento em Goiana (PE) e Betim (MG) devem resultar em quatro SUVs de Fiat e Jeep

De acordo com site, FCA deve manter 1.8 16v EtorQ em linha até, pelo menos, 2025

Skoda apresenta oficialmente o Citigo-E iV com motor elétrico com autonomia de 265km

Ford EcoSport passa a ser vendido com opção de teto bicolor na versão FreeStyle

Peugeot registra patentes da nova geração da 508 SW, mas station infelizmente não vem

Firme e forte na China, Ford apresenta novo Taurus 2020 com mudanças visuais

Volkswagen descarta desenvolvimento de T-Cross com versões para PcD

Ferrari apresenta SF90 Stradele Hybrid, que se torna a Ferrari mais potente já produzida

Fiat 500X chega a marca de 500 mil unidades em cinco anos de lançamento