Fiat deve vender 500X no mercado brasileiro em 2019, segundo sites, importado da Itália


Medidas emergenciais as vezes são um bom sinal e indicam mudanças dentro de uma montadora. No caso da Fiat, a falta de SUVs causou uma pressão por parte dos concessionários, que viram os consumidores irem para a concorrência. Agora, a marca confirmou que deve vender o 500X no Brasil, importado da Itália, com uma condição: se a cotação do Dólar se mantiver abaixo dos R$3,30. Apresentado no Salão de São Paulo como teste de público, ele deve ser a reposta da marca para a falta de SUVs em seu lineup, até a vinda da segunda geração do 500X, que vira nacional. Segundo o Jornal do Carro e o UOL Carros, a Fiat deve trazer pequenos lotes do SUV, para vender entre 500 a 1.000 unidades por ano. Ele ainda seria vendido somente numa versão topo de linha, ou seja, os preços ficariam em torno dos R$100 mil. Junto a isso, a Fiat se beneficiaria do Advanced Award do LatinNCAP para deixar o 500X num patamar mais caro do segmento. Aqui ele tem tudo para ser vendido com motor 1.4 16v MultiAir a gasolina de 140cv ou 160cv, acoplado ao câmbio automático de 6 marchas. Ele também é vendido com motor 2.0 16v MultiJet Turbo Diesel, mas esse deve estar descartado para nosso mercado. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CAOA fecha acordo com Ford para a fábrica de São Bernardo do Campo (SP)

Ford Territory deve ser lançado no Brasil, por pressão dos concessionários

Fechado em janeiro em Detroit, Ford e Volkswagen assinam acordo de parceria

Kia inicia importação da nova geração do Cerato ao Brasil em lote de 2.400 unidades

Nissan Juke de segunda geração é flagrado pela primeira vez com camuflagem zebrada

Hyundai Venue é flagrado com pouca camuflagem na Índia e estreia dia 17

Chevrolet Onix e Prisma Joy devem receber mesmo design das atuais versões LT e LTZ

Renault vende todo primeiro lote do Zoe e já confirma encomenda de segundo lote

McLaren inaugura concessionária no Brasil e pretende vender 20 unidades no primeiro ano

Segundo revista, Jeep Cherokee retorna ao mercado em agosto, já reestilizado