Audi confirma o desenvolvimento do Q2 e-tron, que será lançado em 2019 para a China


Durante o Salão do Automóvel de Guangzhou, na China, a Audi confirmou que deve apresentar em 2019 a versão elétrica do Q2. Batizado de Q2 e-tron, a novidade deve ser primeiro apresentada na China e posteriormente pode passar a ser vendida em outros países. A versão elétrica deve ser a responsável pela comemoração de aniversário de 30 anos da Audi no país asiático. Ele deve se tornar uma versão mais acessível do e-tron, revelado no Salão de Paris, mas a Audi não divulgou especificações técnicas do carro. O SUV é desenvolvido sobre a plataforma MQB e mede 4,19 metros de comprimento, 1,79m de largura, 1,51m de altura e 2,60 metros de entre-eixos. O porta-malas tem capacidade para 405 litros de bagagem (1.050 litros com os bancos rebatidos). Na Europa ele é vendido com motores 1.0 TFSI que desenvolve 116cv de potência e 17kgfm de torque, o 1.4 TFSI que desenvolve 150cv de potência e 25,5kgfm de torque e o 2.0 TFSI que entrega 190cv de potência. A diesel, estará disponível o 1.6 TDI de 110cv e o 2.0 TDI em versões de 150cv ou 184cv de potência. Entre as opções de câmbio, a Audi escolheu o manual de 6 marchas e o automático S-TRONIC de 7 velocidades com dupla embreagem. As versões básicas contam com tração 4x2, mas a Audi oferece como opcional a tração Quattro.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?

Renault Megane Sedan vem ao Brasil até final de 2019, com motor 1.3 12v TCe Flex de 170cv

Volkswagen deve apresentar Polo reestilizado em 2021, de acordo com sindicato

Audi confirma novos RSQ7 e RSQ8 até meados de 2020 como forma de expandir linha RS aos SUVs

Motores 1.0 e 1.4 EVO da Fiat devem se despedir do mercado a partir do segundo semestre desse ano!

Nova geração do Nissan Sentra estreia em meados de 2019 com forte inspiração no novo Altima

Peugeot 1008 deve ser apresentado na Europa em 2020, com plataforma CMP

Chevrolet confirma fim de linha do Captiva, depois de nove anos de mercado e mais de 60.000 unidades

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 1994!