Honda registra patente do Crider no mercado brasileiro, mas sedã não vem ao país


A Honda registrou a patente do sedã Crider no mercado brasileiro por meio do INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). O Crider é um sedã maior que o City e é inclusive maior que o Civic em alguns poucos centímetros. O sedã foi registrado em patente do modelo recém reestilizado na China e dificilmente o sedã seja vendido no nosso mercado, já que esse papel é destinado ao City. Com 4,75 metros de comprimento, o sedã possui um espaço bastante generoso na segunda fileira de bancos e traz até mesmo console central retrátil que divide os assentos traseiros como em modelos de alto luxo. O sedã conta com um design próximo aos demais sedãs da marca, com faróis em Full LED, grande dianteira grande e cromada, lanternas traseiras em LEDs, entre outros. Na mecânica, o Crider é vendido com motor 1.0 12v Turbo que desenvolve 122cv e 17,6kgfm, equipado com câmbio automático CVT. O Crider basicamente é um modelo baseado no City mas criado originalmente para a China e lançado a partir de 2013. Por essa razão, o sedã é grande, até maior que o Civic em alguns aspectos, além de ter um design mais opulento. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Volkswagen convoca recall onde terá que recomprar 194 unidades de homologação

Antecipando novidades para o Brasil, Honda apresenta HR-V Touring no Japão

Curiosidades: Chevrolet, Mercedes-Benz e FCA foram as que mais convocaram recall em 2018

Toyota convoca mega recall que envolve 379.689 unidades de Hilux, SW4, Etios, Etios Sedan, Corolla e Fielder

Nova geração da Chevrolet S10 chega em 2022, maior e ainda mais globalizada

Volkswagen comemora a marca de 5 milhões de unidades do Tiguan em 11 anos de produção

Ford registra patente de motor V8 híbrido, que deve ser usado pelo Mustang em 2020

Ford concede sinal verde para desenvolvimento da nova Courier, em entrevista

Renault Twingo ganha face-lift na Europa para o Salão do Automóvel de Genebra

Sucessor do Nissan 370Z deve ser apresentado ainda em 2019, em algum evento importante